XXI EMECE – A JORNADA DO ESPÍRITO: O AMOR É UM ATO DE CORAGEM

XXI EMECE – A JORNADA DO ESPÍRITO: O AMOR É UM ATO DE CORAGEM

XXI EMECE – A JORNADA DO ESPÍRITO: O AMOR É UM ATO DE CORAGEM

por FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO CEARÁ

PERÍODO

De 2 a 5 de Março de 2019

LINK PARA INSCRIÇÃO

https://goo.gl/GJFaYc

PROGRAMAÇÃO: PROJETO-EMECE

LOCALIZAÇÃO

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM NOGUEIRA

Rua Prof. Moreira de Souza, 327 – Parquelândia


Em tempos de transição os desafios para os espíritos e o planeta são diversos. Estamos na undécima hora lembrada por Jesus na parábola dos trabalhadores da última hora. Urge o esforço individual e coletivo para buscarmos o progresso espiritual.

Assim, amar, perdoar, esperançar e trabalhar no bem é um ato de coragem para aqueles que diante do mundo atual escolhem o caminho com o Cristo.

A jornada do espírito requer que o mesmo identifique e trabalhe com suas imperfeições e potencialidades. Entender como isso reverbera no mundo e interage com o próximo. Ser resistência a negação do espírito, ao menosprezo da vida e ao materialismo que conduz a desumanidade. Aprender a lidar com esse processo incessante é fundamental na busca do “Homem de Bem”.

Nessa jornada heroica onde nos constituímos como “Homens de Bem” Jesus é o nosso grande mentor e devemos buscar nos reaproximar dele. A coragem de amar e de não negar Jesus em nossas escolhas, ações e emoções nos auxiliam nessa jornada.

Desde modo, o XXI EMECE tem como tema “A jornada do espírito: o amor é um ato de coragem”.
Amar para crescer. Amar para combater com o bom combate o materialismo que deve ser superado. Amar para resistir com bom senso, paz e trabalho. Enfim, apenas amar!

Seminário Luz nas Trevas

Seminário “Luz nas Trevas” com Divaldo Franco

por FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO CEARÁ

DATA E HORA

Sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

19h às 22h (Horário de Fortaleza)

LINK PARA O INGRESSO

https://goo.gl/nNBMMC

LOCALIZAÇÃO

Hotel Praia Centro – Monsenhor Tabosa, 0740 – Praia de Iracema – Fortaleza, CE 60165010

Seminário ministrado pelo conferencista Divaldo Pereira Franco, no Hotel Praia Centro, em Fortaleza/CE, DIA 08 de fevereiro de 2019.

O Seminário será um convite à autoiluminação e ao autoencontro por meio de propostas psicoterapêuticas alicerçadas nos ensinamentos do Evangelho de Jesus e nas lições atemporais da Doutrina Espírita.

O evento tem o mesmo título do livro mais recente da autora espiritual Joanna de Ângelis, através da mediunidade de Divaldo Franco.

EMECE 2018 – INSCRIÇÕES ABERTAS

 

O Encontro de Mocidades Espíritas do Ceará – EMECE 2018 (10 a 13 de Fevereiro) completa 20 anos de sua realização, promovendo a integração entre os jovens e o coletivo de mocidades espíritas.

Nesse encontro, possibilita-se a reflexão sobre questões de interesse da juventude à luz da Doutrina Espírita; promovem-se atividades desafiadoras, aliando pensamento, sentimento e ação; valoriza-se a arte e o movimento como forma de expressão.

É também um espaço para a troca de experiências entre os jovens; para a apresentação das atividades e projetos realizados pela juventude nas casas espíritas.

É uma atividade que procura favorecer e estimular a autonomia juvenil, incentivando a formação de lideranças no movimento espírita do estado do Ceará.

Os participantes do evento são jovens de 12 a 25 anos, integrantes dos grupos de Mocidades Espíritas, nos diversos Centros Espíritas do Estado do Ceará. Os trabalhadores voluntários do evento desenvolvem funções similares, de trabalho voluntário nos centros espíritas em que frequentam.

Nesta edição, o evento está sendo organizado para um público total de 150 pessoas, sendo 100 jovens participantes, 50 trabalhadores voluntários. ​

PARA EFETUAR A INSCRIÇÃO

  • REALIZE O PAGAMENTO DA TAXA DE INVESTIMENTO NO VALOR DE R$ 300 (PARCELADO EM ATÉ 5 VEZES SEM JUROS NO CARTÃO DE CRÉDITO)

1. Para pagamento à vista, crédito ou débito, favor realizar na Livraria Sinal Verde na FEEC (Rua Princesa Isabel, 255, Centro, Fortaleza – Telefones: 3212.1092 / 3212.4268 | segunda a sexta-feira, horário comercial.

2. Para pagamentos através de transferência bancária ou depósito atente para os seguintes dados:

BANCO DO BRASIL
AGÊNCIA: 1369-2
CONTA: 4303-6
FEDERAÇÃO ESPÍRITA DO ESTADO DO CEARÁ

IMPORTANTE: A TAXA DE INSCRIÇÃO NO VALOR DE R$ 300 INCLUI  A HOSPEDAGEM, ALIMENTAÇÃO E O KIT COM OS ITENS QUE SERÃO UTILIZADOS NAS ATIVIDADES.

PERÍODO DE INSCRIÇÃO
PRORROGADO ATÉ 10 DE JANEIRO DE 2018

LOCAL – ​Casa de Encontro das Irmãs Cordimarianas (Rua Cel. Correia, 2718 – Centro – Caucaia)

Referência

Após a Estação Ferroviária e Empresa Vitória

Principais formas de transporte

Ônibus: Linha Fortaleza(Centro)/Capuan

CONECE

Esta Edição do CONECE está mais do que especial. Com conferencistas de grande expressão no movimento espírita brasileiro e com temáticas mais que instigantes.

CONFIRA ABAIXO O CARTAZ E A PROGRAMAÇÃO COMPLETA!

 

Esperanto Salutas vin!! “Bona konversacio konstruas harmonion”


Meus queridos irmãos, que a paz de Deus e de Nosso Mestre Jesus esteja com todos. Esperanto, essa Língua bendita, que nos foi trazida do Plano Maior pelo valoroso Espírito de Zamenhof, aqui, para nós da Terra, seu criador, tem um papel fundamental na evolução do planeta, em sua passagem de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração, assim como nos ensinaram nossos queridos amigos, graças à pena de Kardec.

Esperanto, meus queridos irmãos, não se trata apenas de uma língua, um meio de comunicação. Esperanto é muito mais que isso. Podemos dizer que é ele o instrumento da paz, da concórdia e da fraternidade entre os homens. Sim, porque aonde quer que se vá, em qualquer lugar do mundo onde haja um esperantista, lá encontraremos a paz e o respeito ao irmão que chega. Não importa qual religião ou nacionalidade, o sentimento que brota em todos nós, ao aprendermos essa maravilhosa língua, é o do amor universal, ensinado a todos nós por Jesus, nosso querido irmão maior. 

Sim, meus irmãos, Esperanto é o instrumento da fraternidade, como idealizou seu criador, “Doktoro Zamenhof, tiu, kiu esperas”. Em seu dizer, em seu pensamento, o Esperanto seria o instrumento da paz, da concórdia universal, porque, por meio dele, os homens se entenderiam, não importa a que nação pertençam. Essa era sua aspiração, esse era seu desejo ao criar, ou melhor dizendo, ao nos trazer esse rico conhecimento do plano espiritual.

Evangelho, Espiritismo e Esperanto, essa tríade, quando a vivenciamos, temos, dentro de nós, a certeza de que estamos no caminho certo, apesar dos muitos obstáculos, apesar das muitas pedras no caminho.

Não tenhamos a pretensão, meus caros irmãos, de que todos compreendam essa tríade maravilhosa; devemos fazer nossa parte, semeando pelo caminho as sementes que nos foram oferecidas e regá-las com todo amor e carinho, sabendo, de antemão, que muitos pássaros as comerão, que o sol as tostará, mas, as que conseguirem sobreviver, serão as que darão bons frutos e esses frutos deixarão suas sementes pelo caminho, sementes que perecerão, sementes que irão florescer. O tempo é nosso condutor, não tenhamos pressa, façamos nossa parte.

Também, é bem verdade que não nos devemos esmorecer pelas dificuldades encontradas, pelas incompreensões daqueles a quem amamos. Tenhamos, pois, paciência. Essa nossa outra aliada, a perseverança, é fundamental para continuarmos sobrevivendo numa região árida, numa região desértica. Mas a recompensa virá a cada curva do caminho em que encontrarmos um irmão que receba com alegria nosso ideal. A recompensa virá pelo trabalho realizado, pelo que fomos capazes de construir. Não nos desanimemos. A palavra do Cristo ainda precisa de muitos seareiros. Sejamos um deles. 

E assim, meus queridos irmãos, eu os conclamo a conhecerem o Esperanto, essa Língua que é, como a Doutrina Espírita, um novo mundo, um mundo maravilhoso que, à medida em que nele adentramos, mais alegria temos. 

Portanto, conheçam, meus irmãos, o Esperanto! Estudem o Esperanto!

Que a paz do Mestre Jesus esteja com todos.

José Roberto Alves de Albuquerque
Obs.: sites onde podem ser encontradas informações e cursos sobre Esperanto:
Liga Brasileira de Esperanto: www.esperanto.org.br
Curso de Esperanto: www.cursodeesperanto.com.br (ou www.kurso.com.br)
Duolingo / www.lernu.net / https://esperanto.brazilo.org/programa-mia-amiko
www.edukado.net

Enquete CONBRAJEs Virtuais 2021

.

.

.

.

.

Qual deve ser o tema da próxima Conbraje?

Sim, tem Conbraje nova vindo aí! A Confraternização Brasileira de Juventudes Espíritas já ganhou uma Edição Especial em 2020. Para 2021, a atividade seguirá sendo realizada virtualmente, mas em outra dimensão…

Manda pra gente a sua sugestão:
https://docs.google.com/forms/d/1NAzHW_2QE3nh_vSrn6rBQTkOfokV-oK0DsUsJ4ZfIUM/edit

Fique por dentro:
www.instagram.com/soujovemespiritabr
www.facebook.com/soujovemespiritabr

Vai ser muito mais lindo contando com a sua participação!

HOUVE ALGUMA PANDEMIA À ÉPOCA DE ALLAN KARDEC? QUAIS FORAM AS RECOMENDAÇÕES DOUTRINÁRIAS ?


Caros amigos espíritas ou simpatizantes do Espiritismo, compartilho com vocês uma preciosidade da Revista Espírita que se encaixa perfeitamente neste período de coronavírus. Na Revista Espírita de Novembro de 1865, Kardec escreveu um artigo denominado “O Espiritismo e o Cólera”. Eis que muitos adversários compararam o Espiritismo a uma peste que tomava conta da humanidade. Kardec, sempre educado, refuta a tese e aproveita para escrever algo sobre a pandemia do cólera. Registre-se que no período de 1845 a 1860 houve a terceira onda pandêmica de cólera, que ceifou milhares de vidas no mundo. Segundo alguns historiadores, essa pandemia causou o maior número de mortes no século XIX. O cólera é uma doença bacteriana intestinal, normalmente causada pela ingestão de alimentos ou água contaminados.

No artigo, Kardec cita a carta de um leitor de Constantinopla, onde teria ocorrido mais de 70 mil mortes, tendo o leitor sugerido que os espíritas de lá, pela crença religiosa, teriam sido preservados do flagelo pandêmico.
De imediato, Kardec discorda da tese do leitor, afirmando que a fé espírita não poderia ser um antídoto contra o cólera, mas faz uma excelente abordagem no sentido de que o conhecimento espírita propicia uma força moral que é capaz de nos preservar de muitas doenças; porquanto essa força moral repercute no corpo físico, inclusive no sistema imunológico. Há diversos estudos que correlacionam o binômio fé/saúde, que não se limita, é claro, apenas na crença espírita.

Kardec falou do medo da morte, que atinge uma quantidade imensa de pessoas quando se instala uma pandemia. O medo patológico, que vigora nesse momento, por si só, já gera um estado emocional desarmonizado que, repercute na saúde física e mental, fazendo com que o indivíduo permaneça num estado de alerta intenso, gerando ansiedade e estresse.

Para o espírita não deve haver esse temor da morte, porque acredita na imortalidade da alma, que segue viva em outras dimensões da vida, o que segundo Kardec, serve também para sustentar a aludida força moral.
O fato de não se temer a morte não significa que não damos valor para a vida física, tanto que Kardec expressamente fala que devemos seguir as medidas sanitárias, ou seja, o espírita segue as diretrizes e as normas das autoridades públicas, visando prolongar a vida, não por apego, mas por desejo de progredir. Veja que orientação atual para o coronavírus.

Kardec comenta sobre a importância da serenidade, que será vital para nossa saúde emocional e mental. A serenidade deve ser trabalhada e conquistada, de forma que devemos aproveitar o período de isolamento social imposto pelo vírus, a fim de buscar a meditação, a viagem interior e o autoconhecimento, ajudando na conquista da serenidade. A oração será recurso primordial por nos manter conectados com Deus e com as forças superiores mantenedoras da vida.

Kardec também fala que o espírita deve mudar completamente seus hábitos. Vemos que o coronavírus nos impôs mudanças profissionais, familiares e sociais, de tal sorte que o espírita deve ser obediente e resignado, ajustando sua conduta às necessidades atuais, visando a saúde pessoal e coletiva.

No final do artigo, Kardec insere uma mensagem espiritual do Dr. Demeure, que foi médico na sua última encarnação; e este espírito traz recomendações oportunas, aplicáveis ao período de pandemia que vivemos na atualidade.

O Espirito do Dr Demeure acentua a importância da higiene para se evitar os resfriados. Parece que ele está falando para a humanidade dos dias vigentes. O referido espírito insiste para se evitar o medo, que é pior do que o próprio mal pandêmico. Que cabe ao espírita manter a calma dada pela fé e não recear a morte. O médico desencarnado ainda fala para não se ignorar os primeiros sintomas da doença que recomendarão medidas específicas. É claro que ele está falando do cólera, mas veja como se aplica ao coronavírus. O espírito enfatiza a necessidade da confiança em si mesmo e em Deus como fatores vitais e propiciatórios de saúde.

Por fim, o Dr Demeure toca no assunto do temperamento espiritual, que na realidade, diz respeito à nossa saúde emocional e mental, de forma que devemos evitar mágoas, ódios, tristezas, angústias, ansiedades etc…, investindo na brandura, na amorosidade, na tranquilidade, no perdão, que nos ajudarão a manter a saúde espiritual, ainda que o corpo venha a adoecer. Que artigo impressionante datado de 1865 e que tem plena validade para esse período de coronavírus. Que orientações extraordinárias, morais e hj materiais, de Kardec e do Dr. Demeure, muito atuais, que devem ser seguidas de forma integral pelos espíritas.
Aproveitemos essas lições valiosas e que possamos seguir confiantes com Jesus Cristo e Allan Kardec.

Jesus Cristo e Allan Kardec.
Alessandro Viana Vieira de Paula
(escritor e palestrante espírita)

Comunicado



A Federação Espírita do Estado do Ceará (FEEC), acompanhando as notícias locais, nacionais e internacionais sobre o recrudescimento da pandemia provocada pelo novo coronavírus e mesmo ciente do reconhecimento oficial de que as instituições religiosas sejam vistas como essenciais, vem tecer algumas ponderações necessárias ao atual momento.

O ato de reconhecimento de atividade essencial, por si só não norteia nosso proceder diante de um momento tão grave, onde as evidências e os fatos nos exigem prudência e cautela. Trata-se de uma pandemia, onde milhões de vidas estão sendo ceifadas.

Assim, A FEEC continua orientando o Movimento Espírita Cearense a realizar uma avaliação criteriosa das condições de funcionamento de cada Casa Espírita.

No atual momento, consideramos oportuno recordar a assertiva de Allan Kardec: “Se algum dia a ciência provar que o Espiritismo está errado em determinado ponto, abandone esse ponto, e siga com a ciência”. O momento nos convida a utilizar o bom senso e acima de tudo, seguir as orientações estabelecidas pela ciência.

Aqueles dirigentes e responsáveis por instituições espíritas que optarem por manter e ou/realizar as suas atividades presenciais que atendam as recomendações dos órgãos responsáveis, tendo o cuidado com a saúde e a vida dos seus voluntários e frequentadores, cumprindo o protocolo de funcionamento das instituições religiosas divulgado pelo Governo do Estado.

Pedimos a todos que fazem o Movimento Espírita Cearense, voluntários e frequentadores, que sigam todas as orientações de prevenção da saúde física, amplamente divulgadas pelos meios de comunicação, e que também mantenham o pensamento em prece, para a preservação da saúde espiritual.

“Sede pacientes. A paciência também é uma caridade e deveis praticar a lei de caridade ensinada pelo Cristo, enviado de Deus.” (ESE – Cap. IX, 7)

Continuaremos atentos e compartilhando as informações necessárias.

Que Jesus abençoe a todos.

Evangelho no Lar e no Coração


Evangelho no Lar e no Coração

O QUE É:

Trata-se de uma reunião entre os integrantes da família para estudar os ensinamentos de Jesus, com base no “Evangelho Segundo o Espiritismo”. Sua prática constante visa à reflexão sobre nossa conduta diária e a adequação de nossos atos dentro dos princípios cristãos, propiciando, ainda, uma higienização da atmosfera psíquica do lar.

COMO FAZER:

Escolha, na semana, um dia e horário em que a família possa se reunir durante mais ou menos trinta minutos. Crianças também podem fazer parte da reunião. Pode ocorrer a presença de visitantes ocasionais e, neste caso, podem ser convidados a participar; caso não sejam espíritas, devem ser esclarecidos sobre a finalidade da reunião. Há inclusive a possibilidade da reunião ser realizada por uma só pessoa – o roteiro a ser seguido é o mesmo.

ROTEIRO:

  1. Início da reunião – Prece simples e espontânea.
  2. Leitura de O Evangelho Segundo o Espiritismo – Começar desde o prefácio, lendo um item ou dois sempre em sequência.
  3. Comentários sobre o texto lido – Devem ser breves e contando com a participação dos presentes, evidenciando o ensino moral aplicado às situações do dia-a-dia.
  4. Vibrações – Pela fraternidade, paz e equilíbrio de toda a Humanidade, por todos os governantes e por aqueles que têm sob a sua responsabilidade crianças, jovens, adultos e idosos; pela implantação e vivência do Evangelho em todos os lares; pelo próprio lar dos participantes, mentalizando paz, harmonia e saúde para o corpo e para o espírito.
  5. Pedidos – Pode-se pedir pelos parentes, amigos, por pessoas que não participem do círculo de amizades e por toda Humanidade.
  6. Prece de encerramento – Simples, sincera e espontânea, agradecendo a Deus, a Jesus e aos Bons Espíritos.

OBS.: A prática do Evangelho no Lar não deve ser transformada em reunião mediúnica. Toda intuição e inspiração, que possam ocorrer, devem ficar no campo dos comentários gerais, no momento oportuno.

Esperanto – Língua da Fraternidade! “Bona konversacio konstruas harmonion”


Meus queridos irmãos, que a paz de Deus e de Nosso Mestre Jesus esteja com todos.
Esperanto, essa Língua bendita, que nos foi trazida do Plano Maior pelo valoroso Espírito de Zamenhof, aqui, para nós da Terra, seu criador, tem um papel fundamental na evolução do planeta, em sua passagem de um mundo de provas e expiações para um mundo de regeneração, assim como nos ensinaram nossos queridos amigos, graças à pena de Kardec.

Esperanto, meus queridos irmãos, não se trata apenas de uma língua, um meio de comunicação. Esperanto é muito mais que isso. Podemos dizer que é ele o instrumento da paz, da concórdia e da fraternidade entre os homens. Sim, porque aonde quer que se vá, em qualquer lugar do mundo onde haja um esperantista, lá encontraremos a paz e o respeito ao irmão que chega. Não importa qual religião ou nacionalidade, o sentimento que brota em todos nós, ao aprendermos essa maravilhosa língua, é o do amor universal, ensinado a todos nós por Jesus, nosso querido irmão maior.


Sim, meus irmãos, Esperanto é o instrumento da fraternidade, como idealizou seu criador, “Doktoro Zamenhof, tiu, kiu esperas”. Em seu dizer, em seu pensamento, o Esperanto seria o instrumento da paz, da concórdia universal, porque, por meio dele, os homens se entenderiam, não importa a que nação pertençam. Essa era sua aspiração, esse era seu desejo ao criar, ou melhor dizendo, ao nos trazer esse rico conhecimento do plano espiritual.

Evangelho, Espiritismo e Esperanto, essa tríade, quando a vivenciamos, temos, dentro de nós, a certeza de que estamos no caminho certo, apesar dos muitos obstáculos, apesar das muitas pedras no caminho.
Não tenhamos a pretensão, meus caros irmãos, de que todos compreendam essa tríade maravilhosa; devemos fazer nossa parte, semeando pelo caminho as sementes que nos foram oferecidas e regá-las com todo amor e carinho, sabendo, de antemão, que muitos pássaros as comerão, que o sol as tostará, mas, as que conseguirem sobreviver, serão as que darão bons frutos e esses frutos deixarão suas sementes pelo caminho, sementes que perecerão, sementes que irão florescer. O tempo é nosso condutor, não tenhamos pressa, façamos nossa parte.


Também, é bem verdade que não nos devemos esmorecer pelas dificuldades encontradas, pelas incompreensões daqueles a quem amamos. Tenhamos, pois, paciência. Essa nossa outra aliada, a perseverança, é fundamental para continuarmos sobrevivendo numa região árida, numa região desértica. Mas a recompensa virá a cada curva do caminho em que encontrarmos um irmão que receba com alegria nosso ideal. A recompensa virá pelo trabalho realizado, pelo que fomos capazes de construir. Não nos desanimemos. A palavra do Cristo ainda precisa de muitos seareiros. Sejamos um deles.

E assim, meus queridos irmãos, eu os conclamo a conhecerem o Esperanto, essa Língua que é, como a Doutrina Espírita, um novo mundo, um mundo maravilhoso que, à medida em que nele adentramos, mais alegria temos.
Portanto, conheçam, meus irmãos, o Esperanto! Estudem o Esperanto!
Que a paz do Mestre Jesus esteja com todos.

José Roberto Alves de Albuquerque
Obs.: sites onde podem ser encontradas informações e cursos sobre Esperanto:
Liga Brasileira de Esperanto: www.esperanto.org.br
Curso de Esperanto: www.cursodeesperanto.com.br (ou www.kurso.com.br)
Duolingo / www.lernu.net / https://esperanto.brazilo.org/programa-mia-amiko
www.edukado.net

Lançamento do Orientações ao Centro Espírita


Convidamos dirigentes e trabalhadores espíritas em geral a conhecerem o Orientação ao Centro Espírita, documento que apresenta diferentes atividades realizadas pelos Centros Espíritas, sua fundamentação doutrinária, conceito, objetivos, abrangência, organização e recomendações gerais.

A Missão do Esperanto


No cômputo das transformações por que passa o mundo, não são poucos os núcleos de organização espiritual que se instalam na Terra com vistas ao porvir da humanidade.

Se por toda parte observamos o esboroamento das obras humanas, a fim de que se renove o caminho da civilização, contemplamos também as atividades do exército de operários das edificações do futuro, como se fossem construtores de um novo mundo, dispersos nas estradas terrestres, procurando ajustar suas diretrizes.

São esses, sim, os artífices do progresso divino. Empunham o alvião formidável da fé, acima de tudo, n’Aquele que é a luz de nossos destinos. No acervo desse aparelhamento de energias renovadoras, objetivando o vindouro milênio, quero referir-me ao ESPERANTO, abraçando fraternalmente nosso irmão que se constituiu pregoeiro sincero de sua causa, obedecendo ao determinismo divino das tarefas recebidas nas luzes do plano espiritual.

Jesus afirmava não ter vindo ao planeta para destruir a Lei, como o Espiritismo, em sua feição de Consolador, não surgiu para eliminar religiões existentes. O Mestre vinha cumprir os princípios da lei, como a doutrina consoladora vem para a restauração da Verdade, reconduzindo a esperança aos corações, nesta hora torva do mundo, em que todos os valores morais do orbe periclitam em seus fundamentos, assaltados pelas doutrinas da violência, que embriagam o cérebro da civilização atual, qual veneno amargo a destruir as energias de um corpo envelhecido.

Também o ESPERANTO, amigos, não vem destruir as línguas utilizadas no mundo, para o intercâmbio dos pensamentos. Sua missão é superior, é da união e da fraternidade rumo à unidade universalista. Seus princípios são os de concórdia e seus apóstolos são igualmente companheiros de quantos se sacrificam pelo ideal divino da solidariedade humana, nessas ou naquelas circunstâncias.

A língua auxiliar é um dos mais fortes brados pela fraternidade, que ainda se ouve nesse planeta empobrecido de valores espirituais, neste instante de isolacionismo, de autarquia, de egoísmo e de nacionalismo adulterado.

O exemplo da Europa moderna nos faculta uma ideia dessa penosa situação. Todos os povos têm seus advogados entusiastas que, com orações ardorosas, justificam esta ou aquela medida de seus governos. As nações são grandes tribunas onde cada um fala de si mesmo, humilhando ou conquistando o que é seu irmão. Cada um aplaude o crime político, desde que seja praticado dentro de suas fronteiras. Entretanto, a grande Europa, essa entidade maternal e sublime, que cooperou para o aperfeiçoamento da humanidade, que instruiu e educou, elevando o espírito do mundo, essa não tem advogados, não dispõe de uma voz que externe os gemidos de seu coração dilacerado, porque as fronteiras lhe dividiram todos seus filhos, estabelecendo separações de areia e aço, transformando-a num deserto triste de corações, onde não existe a fonte de amor, para reconfortar as almas

Sim, nesta hora o ESPERANTO é uma força que atua para a união e a harmonia, com o facilitar que se estabeleça a permuta dos valores universais do pensamento, em forma universalista. Sonho? Propaganda só de palavras? Novo movimento para criar um interesse econômico? Todas essas suposições poderão ser formuladas pelos espíritos desprevenidos; mas, somente pelos desprevenidos que aguardam a adesão geral, para comodamente expressarem suas preferências. Os que, porém, buscam a luz da sinceridade para o exame de todos os assuntos, saberão encontrar, no movimento esperantista, essa claridade reveladora que, em realizações sagradas desde agora, esclarecerá, mais tarde, as ideias do mundo, fazendo ressaltar a nobreza de seus princípios, orientados por aquela fraternidade que nasce do pensamento divino de Jesus, para todas as obras da evolução humana.

Deus é venerado pelos homens através de numerosas línguas, de que se servem as seitas e as religiões, todas tendendo para o maravilhoso plano da unidade essencial. Copiemos esse esforço sábio da natureza divina e marchemos para a síntese da expressão, malgrado a diversidade dos processos com que exprimem os pensamentos.

Todo esse esforço é de fraternidade legítima e, rogando a Jesus que abençoe os trabalhos e as esperanças de nosso irmão presente, que lhe santifique os esforços e os de seus companheiros nas tarefas que lhes foi deferida pelas forças espirituais, deixo-vos a todos vós meus votos de paz, aguardando para todos nós, discípulos humildes do Cristo, a benção reconfortante de seu amor.

Emmanuel
(Mensagem recebida em 19 de janeiro de 1940, pelo médium Francisco C. Xavier, dirigida a ISMAEL GOMES BRAGA e publicada em “Reformador” de fevereiro/1940, pág. 46 e 47)

Convocação Assembleia Geral Ordinária

Em cumprimento do artigo 9 do Estatuto da FEEC em seus incisos I e VI:




Mais recentes